Prefeitura Covid 19 / Internas

Acredite: o sedã mais impressionante do mundo é um Alfa Romeo



Enquanto os alemães sofrem com crises de identidade, a Alfa Romeo parece ter reaprendido a fabricar ícones

Foto: Divulgação/Alfa Romeo

Você deve saber que, devido ao surto mundial do COVID-19 (Coronavírus), vários eventos ao redor do mundo têm sido adiados ou cancelados e, infelizmente, o tradicional Salão de Genebra foi um desses eventos. As montadoras aproveitaram a oportunidade para lançarem seus novos produtos em suas redes sociais – e nada causou mais alvoroço que as novas versões GTA e GTAm do Alfa Romeo Giulia.

Surgiram, há alguns meses, rumores de que o Grupo FCA tinha destinado uma verba generosa para a construção de algo especial em comemoração aos 110 anos da Alfa Romeo. As informações iniciais apontavam que o sedã Giulia poderia ganhar uma versão duas portas e até mesmo powertrain híbrido e, mesmo nada disso se confirmando, estamos bastante felizes com os caminhos que os italianos resolveram seguir.

O Giulia sempre se mostrou um sedã extremamente capaz e bem acertado. Desde suas versões de entrada, conseguiu colocar uma pulga atrás da orelha de muita gente que outrora jamais cogitaria um Alfa Romeo ao invés de uma Série 3 ou uma Classe C.

Bom, se a versão Quadrifoglio Verde já lhe arrancava suspiros, sente-se na cadeira e se prepare. A sigla GTA (Gran Turismo Alleggerita) não costuma ser usada em vão pelos engenheiros da Alfa. Quando eles decidem usa-la em uma versão de rua, tenha certeza que os italianos estavam inspirados e com um dinheiro extra em caixa.

Vamos lá: o V6 bi-turbo de 2,9 litros recebeu um sistema de escape Akrapovic de titânio e agora rende 540cv – 30 a mais que na versão QV. O câmbio automático de 8 marchas (ZF) recebeu uma nova calibração e agora conta com reduções muito mais agressivas. Todo o sistema de buchas, amortecedores e molas foram redesenhados e o sedã ganhou um novo jogo de rodas de 20 polegadas (e cubo rápido!). Se você quiser participar de alguns track days e não se importar de inutilizar suas portas traseiras, foque na versão GTAm – ainda mais agressiva. Os bancos traseiros dão lugar à uma rollcage e um extintor de incêndio de emergência. Os bancos dianteiros são concha e os cintos são de competição.

Quer mais argumentos que sustentem que este é o mais impressionante sedã dos últimos anos? Todo seu pacote aerodinâmico foi projetado pelos engenheiros de Fórmula 1 da Sauber – que recentemente se juntaram aos italianos na maior categoria do automobilismo mundial. O pacote inclui novos difusores e uma pornográfica asa traseira. A cereja do bolo fica por conta dos 99kg a menos, resultado de uma extensa dieta à base de fibra de carbono que incluiu capô e teto. Agora são 1520kg e 0-100 na casa dos 3,6s.

Mas afinal de tudo, o que representa para Alfa Romeo e para o cenário mundial esse sedã “semi-pista”? Bom, muitas coisas.

Primeiro, a mira do Giulia está nitidamente virada para o Jaguar Project 8 – um projeto tão extremo quanto e que lhe tomou o recorde de sedã mais rápido em Nürburgring. O GTAm deve recuperar o recorde e promover uma acirrada disputa em um futuro não muito distante, com as novas gerações de M3 e C63.

Pegando o gancho dos alemães, temos um segundo ponto bem interessante. Desde o M5 E60 (com seu motor V10 e complicadíssimo câmbio SMG) não se via um sedã receber atenção de engenheiros do alto escalão do automobilismo – a Fórmula 1. Se em 2005 isso soava extremo, imagina nos tempos atuais?

Foto: Divulgação/Alfa Romeo

Terceiro ponto (mas não menos importante) é sobre sua criadora, a apaixonante e maltratada Alfa Romeo. Depois de décadas sobrevivendo com migalhas do Grupo FCA, a montadora parece finalmente saudável e pronta para voltar aos dias de glórias. Enxergue como um diretor de cinema decadente que reencontra sua inspiração. Hoje, eles são referências em um segmento. Não de beleza e carisma como sempre, mas de engenharia. Sabemos que a Ferrari participou intimamente do projeto Giulia desde o início, principalmente na plataforma e no motor V6 (parente muito próximo do V8 usado na California T) – e isso é fantástico.

Encare o Giulia GTAm como o mais próximo que você verá de um sedã Ferrari semi-pista. Isso não significa que o badge no capô esteja errado, pelo contrário, ele nunca esteve tão certo. Essa é a verdadeira Alfa Romeo.

Newsletter

Cadastre seu e-mail e receba novidades..