Interna Post ED57

ENDURANCE: SUPER TURISMO GAÚCHO



ACELERA TCHÊ!..

Projeto resgata as provas de média e longa duração reunindo mais de 30 carros no grid

Trazer de volta a competitividade às provas de média e longa duração no automobilismo gaúcho. Com esta premissa, o guaporense Telmo Pereira Jr. criou, ao lado de outros pilotos, o Campeonato Gaúcho de Super Turismo. O projeto piloto partiu da ideia da retomada da tradicional prova “6 Horas de Guaporé”, que estava inativa desde o ano 2000. Marcada para 10 de setembro de 2016, o regulamento admitia somente carros de turismo no grid. A motivação foi os altos custos e a diferença brutal de desempenho entre os carros de turismo e os protótipos e carros GT3 que corriam no então Gaúcho de Endurance, que àquela época já tomava corpo, recebendo novos e mais rápidos carros, passando a ser disputada nacionalmente.

1ª PROVA, PRELIMINAR DA TRUCK

Assim, com o intuito de ter provas mais competitivas, a primeira edição foi um sucesso. Em novembro do mesmo ano, já com o nome de Super Turismo, foi disputada uma prova com duas horas de duração, também em Guaporé, como preliminar de uma etapa da Fórmula Truck. Provado o sucesso do formato, o regulamento foi homologado pela Federação Gaúcha de Automobilismo , com a primeira temporada ofi cial sendo disputada em 2017, tendo as etapas normais duas horas de duração, com a “6 Horas de Guaporé” fazendo parte do campeonato Os grids tem fi cado por volta de 30 carros, chegando a 35 em algumas etapas, e as provas tem sido bastante equilibradas, com grandes disputas até o fi nal, com muitas das etapas sendo decididas apenas sob a bandeira quadriculada.

TEMPORADA 2019: GRID QUALIFICADO

A gama de modelos admitidos foi ampliada com o passar dos anos, o que trouxe ainda mais qualidade ao grid, feito com carros muito bem preparados. Na classe GT foram admitidos os veículos Maserati Trofeo V8, Stock Cars, Mercedes-Bens CLA AMG 45, os antigos protótipos Aldee (que se assemelham a carros de turismo) e outros veículos turbo e aspirados com preparação mais liberada e/ou cilindrada acima de 2.1. Na TS se enquadram os veículos Aldee e Linea Trofeo com pneus nacionais, e demais veículos turbo e aspirados com menos preparação que a GT. Na T1 e T2, veículos aspirados com motores de cilindrada até 2.1 e 1.7, respectivamente, e na TL veículos até 1.6 equipados apenas com pneus de rua. A disputa pela ponta nas 6 Horas de Guaporé 2019, por exemplo, mostrou o equilíbrio entre carros com propostas diferentes: um Gol com motor Honda K20, um Stock Car V8 e uma BMW Série 1 6 cilindros Turbo disputaram a prova estando praticamente na mesma volta a maioria do tempo, com a BMW cruzando a linha de chegada na frente. Ao mesmo tempo, o desempenho de alguns carros com preparação mais limitada impressiona: na edição 2019 da prova, um Celta equipado com motor 1.4 e pneus de rua, de Luiz Sena Jr/Maicon Roncen, vencedor da classe Turismo Light, obteve o impressionante oitavo lugar geral, de um total de 35 carros.

Newsletter

Cadastre seu e-mail e receba novidades..