Prefeitura Covid 19 / Internas

Pit Stop Edição 58



Novo Autódromo de Deodoro – RJ

Bolsonaro diz que há “99% de chance” de a F1 voltar para o Rio de Janeiro

Bolsonaro na assinatura do termo de compromisso com o Estado e Município pela construção do novo Autódromo do Rio de Janeiro, em Deodoro, zona oeste da cidade, foi um recado da sua determinação. Ele quer trazer de volta e resgatar a Fórmula 1 para a “Cidade Maravilhosa”. Seu empenho foi comentado pela imprensa do mundo todo. Sugeriu inclusive ao governador Wilson Witzel que o autódromo venha a se chamar “Ayrton Senna”, em homenagem ao tricampeão brasileiro. “Vamos fazer essa obra em seis, sete meses, ainda em 2020”, assegurou. O circuito de Interlagos/SP abriga a F1 desde 1990.

O novo equipamento esportivo terá capacidade para até 130 mil pessoas. Com o objetivo de receber novamente as provas da Fórmula 1 e a Moto GP, a obra deverá ficar pronta em tempo recorde. O novo autódromo será construído em um terreno cedido pelo Exército e coube à Prefeitura do Rio realizar a licitação da obra. O consórcio Rio Motorsport venceu a concorrência. De acordo com o Governo Federal, não haverá utilização de recursos públicos.

A última edição da Fórmula 1 no Rio de Janeiro foi realizada em 1989 – 10 Grandes Prêmios foram na cidade, no autódromo que existia em Jacarepaguá. O local, que foi demolido, deu lugar ao Parque Olímpico dos Jogos Rio 2016. A partir de 1990, a competição passou para São Paulo, no autódromo de Interlagos.

RIO MOTORSPORT VAI INVESTIR R$ 700 MILHÕES

O recém-criado consórcio Rio Motorsport foi anunciado como o vencedor do processo de licitação para erguer o autódromo, com um projeto de 700 milhões de reais, que inclui a construção de uma pista de 4,5 quilômetros e demais equipamentos urbanos com o objetivo de realizar uma parceria público-privada por 35 anos.

”Além de aquecer o setor hoteleiro, serão gerados cerca de sete mil empregos diretos e indiretos. Ganham o Rio de Janeiro e o Brasil”, afirmou o presidente Jair Bolsonaro na assinatura do termo de cooperação com os governos do Estado e do Município.

O designer do autódromo leva a assinatura do arquiteto alemão Hermann Tilke. Alguns fanáticos por velocidade acham que o circuito não tem ponto de ultrapassagem. O que vc acha?


DOLCE MIX

Por que parou?

Mesmo assim, resolvi publicar essa foto, uma lembrança das ações da Dolce Mix, patrocinadora do piloto Miro Cruz, no Autódromo de Goiânia. As encantadoras recepcionistas me deram a honra de pousar para o fotógrafo. Senti-me gigante. Aliás, os deliciosos produtos da empresa são a coqueluche da galera. Sou fã nº 1. Por que parou?

AUTÓDROMO INTERNACIONAL DE GOIÂNIA

Caiado e Rahif: sintonia fina

O secretário de Estado de Esporte e Lazer, Rafael Rahif garantiu ao governador Ronaldo Caiado novas ações para o Autódromo Internacional de Goiânia, em 2020 (foto). Uma delas (veja matéria nesta edição) é o resgate da placa de inauguração da obra executada pelo ex-governador Leonino Caiado, em 1974 e que foi “suprimida” pela reforma da praça esportiva em 2014. “Um resgate histórico”, diz ele.

APARECIDA DE GOIÂNIA

Paulo Veiga pede apoio à Prefeitura

O fotógrafo e ambientalista, Paulo Veiga Jardim revela nesta edição, a sua reserva ecológica, de 44 mil metros quadrados. Ele convidou o prefeito Gustavo Mendanha e Veter Martins, vice (foto) para conhecerem o que ele chama de patrimônio da humanidade, bem no coração da cidade. Na próxima edição a gente conta se essa história deu certo.

GERAÇÕES VITORIOSAS

Asuka recebe premiação da Mitsubishi

A concessionária Asuka Mitsubishi, do Grupo Belcar, mais uma vez conquista o prêmio “Três Diamantes” da fábrica, pelo excelente desempenho em pós- -vendas e total satisfação dos clientes, no ano de 2019. Fernanda Fernandes e Shirley Luiza Leal brindaram a conquista.

Newsletter

Cadastre seu e-mail e receba novidades..