ED68 - Renault

Stock Car Inova – Quando setembro vier tem prova no anel externo



Categoria fará corridas no anel externo e traçado misto, do Autódromo Internacional de Goiânia, mas com um detalhe: as competições serão no mesmo final de semana.

A Stock Car Pro Series anunciou mais uma iniciativa inédita no automobilismo brasileiro: nos dias 18 e 19 de setembro, a categoria disputará a oitava e a nona etapas em dois tipos de traçado diferente do Autódromo de Goiânia: no tradicional circuito misto e também no anel externo da pista.

O formato da disputa já é encarado como o maior desafio técnico para as equipes da Stock Car na temporada. No começo de agosto, a Stock disputou uma prova no circuito misto e outra no anel externo do Autódromo de Curitiba, mas com o período de uma semana separando as duas corridas.

“A prova no anel externo de Curitiba teve uma quantidade incrível de ultrapassagens e 28 carros em menos de meio segundo no classificatório. Isso chamou a atenção do público e refletiu nos índices de audiência da TV. Nunca a Stock Car foi tão competitiva. Vamos repetir a fórmula em Goiânia e novamente teremos um super espetáculo”, comentou Fernando Julianelli, CEO da Stock Car Pro Series.

“Com as duas pistas, levaremos ainda mais emoção para o fã ao mesmo tempo em que ofereceremos um desafio técnico muito especial para pilotos e equipes”, concluiu o executivo.

A Stock Car disputará a oitava e nona etapas em Goiânia com as provas sendo exibidas ao vivo pela Band, SporTV e canais Motorsport.TV e Autovídeos (Twitch), além do aplicativo zoOme e Youtube da categoria. A programação completa será anunciada em breve.

O Autódromo Internacional de Goiânia vai receber duas etapas da Stock Car, dias 18 e 19 de setembro, uma delas será no anel externo
O Autódromo Internacional de Goiânia vai receber duas etapas da Stock Car, dias 18 e 19 de setembro, uma delas será no anel externo

Looks e Likes da nova Belcar Fiat BR-153

A mais nova unidade da Belcar Fiat com design e padrão mundial da montadora para a região Centro-Norte foi construída pela Brava Engenharia, do empresário Renato Tadeu Leal. A concessionária entrega belíssimas instalações em área própria de 5 mil metros quadrados e 2.837 metros quadrados de área construída. Aliada a outra loja na Cidade Jardim, caminham para manter a liderança da marca em Goiás e no Brasil. O novo empreendimento dos empresários Claudionor Fernandes e Shirley Luiza Leal vai gerar 120 empregos diretos.

Reconhecimento

Em plena pandemia o Grupo Belcar surpreende e inaugura duas novas concessionárias plenas, padrão mundial, é a notícia mais importante do setor automotivo deste ano em Goiás. 

Os diretores do Grupo Belcar Claudionor Fernandes e Shirley Luiza Leal proporcionaram uma bela recepção aos convidados
Os diretores do Grupo Belcar Claudionor Fernandes e Shirley Luiza Leal proporcionaram uma bela recepção aos convidados

Editorial – O exemplo que vem da Fiat

Em cenário muito afetado por paradas na produção de várias fábricas de veículos no País por falta de semicondutores, a Fiat foi a que melhor soube aproveitar os espaços deixados no mercado pela concorrência. No primeiro semestre, a marca mais vendida do Grupo Stellantis na América do Sul emplacou 223,7 mil carros no Brasil, em crescimento de 105% – cerca de três vezes a média de mercado de 32% – sobre o mesmo período de 2020, aumentando sua participação nas vendas totais para 22,2%, ou quase oito pontos porcentuais acima do registrado há um ano.

Nenhuma outra das dez marcas de veículos mais vendidas do País este ano cresceu tanto quando a Fiat, que com isso consolidou sua volta à liderança do mercado brasileiro, algo que não acontecia desde 2015 – em 2016 foi ultrapassada pela GM/Chevrolet após 12 anos no topo do ranking, depois disso variou entre a segunda e terceira posições. Existem ao menos duas razões principais para tamanha reviravolta. A primeira foi o lançamento da nova picape compacta Strada já no meio de 2020, que com novas versões voltadas ao uso de transporte individual e familiar, fez sucesso instantâneo e tornou-se o veículo leve mais vendido no Brasil.

A segunda razão do sucesso da Fiat está em parte ligada ao mau desempenho de dois de seus principais concorrentes, os únicos que registraram queda de vendas no semestre em comparação com 2020, a começar pela GM/Chevrolet, que com duas de suas três fábricas no País paradas por falta de componentes, no primeiro semestre desceu sem escalas do primeiro ao terceiro posto do ranking nacional, com queda de 7,3% nas vendas (124,6 mil unidades) e perda de 5,2 pontos porcentuais de participação de mercado, que desceu para 12,4% – e continua caindo, ficando na sétima colocação com apenas 6,9% de market share.

O exemplo que vem da Fiat chega a ser inspirador, em tempos de pandemia. A montadora cresceu três vezes acima da média do mercado e se prepara para tomar a liderança.

O EDITOR
Tenham uma boa leitura!..

Prestígio elegante na recepção
Vencedores em cena
Mario Bernardino e sua esposa Mariângela Santos
Mario Bernardino e sua esposa Mariângela Santos
Shirley e Renato Tadeu, da Brava Engenharia
Shirley e Renato Tadeu, da Brava Engenharia

Newsletter

Cadastre seu e-mail e receba novidades..